71 4042-1334 [email protected]

Quais são os sintomas associados à dor lombar?

Quais são os sintomas associados à dor na coluna lombar?

A dor na coluna lombar pode começar de forma aguda devido a uma lesão, mas pode se tornar crônica. O tratamento adequado da dor em um estágio inicial pode ajudar a limitar os sintomas tanto no tempo quanto na gravidade.

Identificar os sintomas e obter um diagnóstico que localize a causa subjacente da dor é o primeiro passo para obter um alívio eficaz da dor.

Sintomas comuns de problemas na região lombar

Identificar e descrever especificamente os sintomas pode ajudar a levar a um diagnóstico mais preciso e a um plano de tratamento eficaz.

A dor lombar é tipicamente caracterizada por uma combinação dos seguintes sintomas:

Dor surda (de localização imprecisa) e dolorida (sem características neuropáticas)

A dor que permanece na região lombar (dor axial) é geralmente descrita como surda e dolorida, em vez de ardor, picada ou facada. Esse tipo de dor pode ser acompanhado por espasmos musculares leves ou graves, mobilidade limitada e dores nos quadris e na pelve.

Dor que irradia para as nádegas, pernas e pés

Às vezes, a dor lombar inclui uma sensação que irradia em forma de formigamento, ferroada ou dormência que desce pelas nádegas, coxas e para a parte baixa das pernas e pés, também chamada de ciática. A ciática é causada pela irritação das raízes do nervo ciático e geralmente só é sentida em um lado do corpo, mas pode ser sentida em ambos os lados em algumas situações.

Dor que piora depois de ficar sentado por muito tempo

Sentar pressiona os discos, fazendo com que a dor lombar originada dos discos piore após ficar sentado por longos períodos. Caminhar e fazer alongamentos podem aliviar esse tipo de dor rapidamente, mas retornar à posição sentada pode causar o retorno dos sintomas.

Dor que melhora ao mudar de posição

Dependendo da causa subjacente da dor, algumas posições serão mais confortáveis ​​do que outras. Por exemplo, na estenose espinhal, andar normalmente pode ser difícil e doloroso, mas sentar-se ou inclinar-se para a frente em algo, como um carrinho de compras, pode reduzir a dor. A maneira como os sintomas mudam com a mudança de posição pode ajudar a identificar a origem da dor.

Dor que piora depois de acordar e melhora depois de se movimentar

Muitos dos que sentem dor lombar relatam sintomas que pioram pela manhã. Depois de se levantar e se mover, no entanto, os sintomas são aliviados. Nos casos da dor causada por degeneração do disco intervertebral, o repouso pode levar a aumento de retenção líquida pelo disco doente durante a noite, com piora da dor ao pisar no chão pela manhã, pelo aumento da pressão intradiscal. Algumas doenças inflamatórias como espondilite anquilosante também podem se manifestar com dor pior pela manhã, que vai melhorando com a atividade durante o dia. Outras possíveis causas são a má qualidade do colchão e travesseiros utilizados.

Claro, a dor nas costas pode ter diversas outras características, e varia em um nível individual. Muitos fatores influenciam a experiência da dor, incluindo saúde mental e emocional, estresse psicológico, financeiro ou nível de atividade física.

Início dos sintomas de dor lombar

Dependendo da causa da dor lombar, o início dos sintomas pode variar bastante. A dor nas costas pode incluir:

Dor que se desenvolve lentamente ao longo do tempo

Os sintomas causados ​​por movimentos repetitivos ou posições que induzem o estresse por longo período tendem a aparecer lenta e piorar progressivamente. A dor pode surgir após certas atividades ou no final de um longo dia e pode ser sentida como uma dor constante.

Dor que vem e vai, mas piora com o tempo

A dor lombar causada por doença degenerativa do disco pode ser sentida de vez em quando, mas os surtos de dor tornam-se progressivamente mais frequentes e graves ao longo do tempo.

Dor imediata após movimento

Movimentos repentinos, bruscos ou levantamentos de carga podem danificar a coluna e seus músculos de suporte, causando dor aguda.

Sintomas retardados após esforço inadequado

Às vezes, os sintomas se desenvolvem ou pioram algumas horas ou dias após um acidente ou esforço inadequado. A dor retardada é geralmente considerada um efeito colateral dos processos naturais de inflamação e cura dos músculos.

Sintomas associados à dor lombar por hérnia de disco e sua localização

As maiores vértebras do corpo são encontradas na coluna lombar, suportando a maior parte do peso da parte superior do corpo. Essas vértebras são altamente suscetíveis à degeneração e lesão, e uma lesão ou compressão por doença do disco ou outras estruturas da coluna podem causar um conjunto variável de sintomas.

L3-L4

A raiz nervosa de L3 emerge de cada lado do forame do segmento intervertebral de L3-L4, enquanto a raiz de L4 se localiza no recesso lateral deste segmento. Uma hérnia de disco L3-L4 pode estar localizada lateralmente no forame intervertebral, comprimindo a raiz de L3, que pode causar dor irradiada para a parte frontal da coxa, possivelmente incluindo dormência ou formigamento; ou estar mais no meio do segmento, provocando compressão da raiz de L4, podendo causar dor irradiada para a frente do joelho, canela e parte interna do pé. O acometimento mais grave dessas raízes pode levar a déficit motor com fraqueza para extensão (ou esticar) da perna.

L4-L5

A dor por doença do segmento L4-L5 acomete principalmente as raízes de L4 e L5 de maneira análoga ao segmento anteriormente descrito, podendo causar sintomas pela compressão ou irritação da raiz de L4 se for localizada mais lateralmente no forame, ou da raiz de L5 se tiver localização mais central. Os sintomas de lesão da raiz de L4 foram descritos acima; já o acometimento da raiz de L5 geralmente se manifesta como dor do tipo ciática que irradia pela nádega, parte lateral da coxa e anterior da perna e pé. O acometimento mais severo da raiz de L5 pode causar déficit motor para dorsiflexão do pé (movimento de dobrar o calcanhar, levantando o pé), levando ao sinal do “pé caído”.

L5-S1

Este é o segmento onde a base da coluna se conecta ao osso sacro. Este segmento é geralmente um dos mais solicitados em termos de suporte de carga e movimentação entre o segmento superior e inferior do corpo, e o primeiro a apresentar sinais de desgaste nos exames de imagem. O acometimento da raiz de L5 nesse segmento se dá de maneira análoga aos segmentos anteriores, podendo ser causada por uma hérnia extremo-lateral ou foraminal. A compressão ou irritação da raiz de S1 é causada por uma hérnia de disco localizada mais centralmente no segmento, e leva aos sintomas da ciática clássica, com dor lombar que irradia para a nádega, parte posterior da coxa e perna, e lateral do pé. Portanto as diferentes raízes nervosas são irritadas dependendo das estruturas nas costas que estão doentes, e ser capaz de apontar para áreas específicas de dor pode ajudar a diagnosticar com mais precisão a origem da dor lombar.

Articulação sacroilíaca e articulações facetárias

A articulação sacroilíaca conecta o osso sacro, que é a base da coluna vertebral, aos ossos ilíacos de cada lado, que formam a maior parte do quadril. Ela tem mobilidade limitada e absorve e transmite principalmente a carga parte superior do corpo para a parte inferior do corpo. As articulações facetárias conectam a parte posterior das vértebras de cada lado e limitam a extensão e flexão lateral da coluna.

A dor originada nessas articulações pode ser referida como uma dor lombar baixa, podendo irradiar também para nádegas e coxas, e pode piorar com movimento de extensão da coluna)

Sintomas que requerem atenção imediata

Às vezes, a dor lombar pode indicar uma condição médica subjacente séria. As pessoas que apresentarem qualquer um dos seguintes sintomas são aconselhadas a procurar atendimento imediato.

  1. Perda do controle da bexiga e intestino
  2. Perda de força muscular
  3. Perda de peso recente não devido a mudanças no estilo de vida, como dieta e exercícios
  4. Febre e calafrios
  5. Dor severa e implacável
  6. Dor que piora ao deitar
  7. História de câncer
  8. Osteoporose
  9. Dor que perdura por mais de 6 semanas

Além disso, as pessoas que apresentam sintomas de dor após um trauma grave (como um acidente de carro) são aconselhadas a consultar um médico imediatamente. Se a dor lombar interferir nas atividades diárias, mobilidade, sono ou se houver outros sintomas preocupantes, deve-se procurar atendimento médico. A dor lombar crônica geralmente está relacionada a diversas outras alterações de ordem neuropsiquiátrica. A maioria das pessoas com dor lombar e / ou dor nas pernas por tempo prolongado relata dificuldade para dormir, humor deprimido e ansiedade.

Esse texto tem o objetivo trazer informação de qualidade e de fácil compreensão para o público leigo, não tem cunho científico e não se trata de recomendação terapêutica. A melhor forma de tirar suas dúvidas é conversando com seu médico.

Deixe seu comentário

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *